Como as startups estão lidando com o COVID-19?

Como as startups estão lidando com o COVID-19?

A pandemia do COVID-19 gerou várias transformações no dia a dia das pessoas e das empresas em todo o mundo. Como resultado disso, vários setores da economia sofreram um grande impacto negativo durante este momento.

Empresas de diversos tamanhos e setores tiveram que se reinventar para continuar ativas e não fechar suas portas. E é óbvio que as startups também foram atingidas por essa economia pandêmica fragilizada.

Segundo um estudo feito em 2019 pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups), em 2 anos tivemos um aumento de 23% no número de Edtechs (startups de educação), e de 64,1% em startups de Software as a Service (SaaS). 

Diante da atual situação, em abril de 2020, foi realizada uma pesquisa pelo Liga Insights em parceria com o iDEXO, que apontam quais medidas foram tomandas até o momento. Dentre as mais de 230 startups brasileiras pesquisadas, 60% cancelaram ou reduziram os custos com escritório, 52% renegociaram prazos ou contratos com fornecedores e 46% cancelaram ou reduziram seu investimento em Marketing & Vendas.

Apesar do atual cenário cheio de incertezas, o mesmo estudo mostra que os fundadores e diretores de startups estão otimistas, mesmo sentindo os reflexos em seus custos, e acreditam em uma rápida retomada no pós pandemia.

Existem também aquelas que estão aproveitando o momento para contribuir com a sociedade. Como é o caso do movimento #StartupVsCovid19, criado com o apoio do Governo do Estado do Paraná em parceira com ABStartups, cujo objetivo é o de compartilhar soluções para minimizar o impacto econômico e social.

Outro exemplo a ser citado é o da a startup brasileira SaveLivez que desenvolveu um assistente virtual para ajudar a esclarecer dúvidas sobre o COVID-19 e a doação de sangue, além de divulgar locais e horários e incentivar pessoas a ajudarem o próximo.

Aya Tech, startup fabricante de produtos químicos inovadores, lançou um desinfetante que substitui o álcool em gel, capaz de matar até mesmo o coronavírus. Enquanto isso, a TruckPad criou uma campanha para transportar gratuitamente mercadorias doadas aos hospitais e instituições de saúde.

Apesar da situação econômica indefinida, vemos um cenário positivo e inspirador de como as startups estão lidando com o COVID-19. 

E é assim que a Gamefic continua ativa no mercado, levando serviços de gamificação para ajudar várias empresas a engajar seus colaboradores e a fazer a gestão de pessoas, mesmo durante o home office.

Deixe um comentário