4 KPIs para aumentar a produtividade da equipe de vendas

A ideia de adotar e analisar KPIs de vendas — indicadores-chave de performance — é simples: tornar o monitoramento das métricas mais fácil, permitindo que os GAPS de produtividade sejam corrigidos.

Entender como anda o desempenho de vendas de um negócio pode ser uma tarefa difícil se você não tiver em mãos dados importantes para auxiliar no entendimento geral da situação. Quais os maiores problemas do empreendimento? Onde os processos perdem o foco? Como está a captação de clientes e o fechamento de negócios? Assim, o desafio de desenvolver novas práticas para otimizar o trabalho da equipe se torna muito mais fácil de ser vencido!

Quer conhecer alguns dos KPIs indispensáveis para o sucesso do seu negócio? Separamos 4 para você!

[contact-form-7 404 "Not Found"]

1. Taxa de Conversão

Você provavelmente deve saber que taxa de conversão é um indicador que mede a transformação de potenciais compradores para efetivos clientes. Mas como efetivamente é possível fazer uma análise desse KPI? O ideal é medir a conversão entre as etapas do projeto! Assim, você consegue identificar como esse indicador se mantém de acordo com a evolução do processo de vendas: das oportunidades agendadas, quantas pessoas apareceram para a reunião? Dos presentes, quantas possuem o perfil para serem efetivamente clientes? Essas são orientações fundamentais para fazer um levantamento de informações pertinentes, portanto, otimize o uso dessa métrica.

2. Ticket médio

Qual é o valor médio investido ao longo do relacionamento entre clientes e seu negócio? Para chegar em um resultado, o ticket médio é composto pelo valor total dos pedidos dividido pela quantidade destes pedidos. O objetivo desse KPI é entender quanto é efetivamente gasto para cada venda efetivada. Assim, você poderá, como gestor, promover práticas para aumentar o resultado do ticket médio: ao aprimorar o valor de cada venda — controlando os gastos, evitando desperdícios etc. —, esse indicador sobe, indicando que serão necessários menos clientes para alcançar a meta do período. Bons empreendedores devem se preocupar com a elevação diária desse indicador, responsável por demonstrar a saúde financeira da atividade!

3. Churn rate

O Churn rate é um KPI comumente conhecido como taxa de cancelamento. Você já pode imaginar que é um dos mais importantes para qualquer empresa. Esses valores demonstram diretamente o reflexo da insatisfação do cliente com o produto ou serviço comprado, podendo acontecer, inclusive, com alguma falha do processo de vendas em si.

Quantas vezes você já deixou de fazer uma compra porque foi mal atendido? E quantas vezes, mesmo depois de efetivar a compra, você notou que o que o vendedor falou não condiz com a realidade do produto? Se a sua equipe não consegue esclarecer todas as dúvidas dos clientes, tratando-os da forma mais profissional possível, fica mais difícil conquistar o mercado — e consequentemente, todos os outros indicadores vão piorar. Por isso, invista em treinamentos constantes e torne seu empreendimento cada vez mais profissionalizado!

4. Número de oportunidades criadas

Independentemente da quantidade de canais para atrair novos compradores, todo gestor precisa acompanhar o volume de crescimento clientes mensalmente. O foco desse indicador é saber de onde esse público está vindo e quais as práticas têm mostrado mais efeitos para captação deles. Dessa forma, você pode investir estrategicamente em ações mais enérgicas de marketing e comunicação para aumentar o número de oportunidades criadas. Existem vários KPIs que devem ser acompanhados para impulsionar a empresa, então o ideal é ficar sempre de olho neles para estruturar sua equipe de vendas da melhor forma e alcançar os melhores resultados.

E então, leitor? Aprendeu sobre alguns dos principais KPIs de vendas para aumentar a produtividade do seu negócio e da equipe? Aproveite e compartilhe este artigo nas redes sociais para seus amigos aproveitarem o conhecimento também!

Deixe um comentário