escrito por:
Karla Gondim

publicado em:
24 mar 2021

Metodologias ágeis: o que são e como aplicar na sua empresa

A gestão de projetos e equipes tem sido cada vez mais valorizada dentro das empresas. Em um mercado competitivo, é preciso se destacar de alguma forma. E as metodologias ágeis têm sido um dos fatores de destaque.

O processo de implementação de novas metodologias pode ser trabalhoso e gerar dúvidas da efetividade no caminho, mas os resultados tendem a ser expressivos se bem introduzidos para as pessoas da organização.

As metodologias ágeis, por exemplo, trabalham no alinhamento de equipes para manutenção do esforço das pessoas para cumprir as metas e objetivos. Elas buscam otimizar processos para aumentar a eficiência das pessoas e, por consequência, os resultados da empresa.

Em resumo, as metodologias ágeis trabalham para entregas mais rápidas sem que haja queda na qualidade do trabalho.

O que são as metodologias ágeis?

As metodologias ágeis são alternativas frente às tradicionais. O seu surgimento vem da área de tecnologia da informação e foi pulverizada para os mais diversos setores de uma organização com o tempo.

Seu principal objetivo é acelerar o ritmo de entrega de projetos com o mesmo padrão de qualidade (ou até superior) de um projeto de gestão convencional.

Em suas características, as metodologias ágeis propõem ciclos definidos e curtos de projetos e melhora contínua de processos através de alinhamento constante de equipe. Ela trabalha para que as pessoas estejam preparadas para imprevistos dentro de um projeto, sem que isso interfira na qualidade ou entrega final.

Vantagens das metodologias ágeis

A diferenciação entre as metodologias ágeis das tradicionais pode ser um ponto de vantagem para um negócio. Isso porque ela promove:

  • Alinhamento para resolução mais rápida de conflitos
  • Economia de recursos com entregas de qualidade
  • Redução de riscos no projeto
  • Flexibilidade em alternativas para resolução de problemas
  • Agilidade no processo global

Os tipos de metodologias ágeis

Hoje existem vários métodos ágeis para gerir projetos e pessoas. Por isso é importante conhecer e pesquisar a fundo os principais, que vamos listar agora, para entender qual faz mais sentido para aplicação no seu negócio.

Scrum

Talvez o Scrum seja o método ágil mais conhecido e utilizado pelas empresas. Sua fácil adaptabilidade aos diversos setores da organização permite a integração em diversas áreas.

A abordagem focada em gestão de projetos é feita por meio de ciclos de trabalhos. As atividades são disponibilizadas para quem vai executar com equipes e prazos de entrega já definidos.

Ao final de cada ciclo são feitas reuniões de avaliação do processo e evolução do projeto. Assim, é possível mensurar os resultados a todo momento, identificando possíveis falhas antes que isso acabe gerando outros erros.

Depois disso, um novo ciclo com novas atividades é projetado, executado e avaliado. E assim, sucessivamente até a conclusão do projeto.

O vídeo a seguir mostra o processo e o passo a passo para implementar o Scrum no seu negócio.

(inserir vídeo – https://www.youtube.com/watch?v=InbOnXMAA7k&ab_channel=Moxie)

Kanban

Este é um método para promover melhorias na gestão do projeto e facilitar a visualização das tarefas e suas execuções.

O Kanban vem ganhando espaço no mercado por ter estrutura simplificada, voltada para o visual e sendo adaptável a todos os tipos de negócios, mesmo aos que nunca tiveram contato com uma ferramenta de organização de gestão.

A metodologia consiste em organizar tudo através de um quadro com a divisão das tarefas em “para fazer”, “em execução” e “projeto finalizado”.

Ou seja, é criado um fluxo onde fica fácil de entender o estágio e evolução de cada projeto.

Veja no vídeo a seguir um tutorial completo de como utilizar o Kanban na sua empresa.

(inserir vídeo – https://www.youtube.com/watch?v=z1drxmwUCJg&ab_channel=Moxie)

Lean

O método Lean vem sendo muito aplicado, principalmente em startups.

O foco desta metodologia é a identificação e redução de desperdícios dentro da organização. Ou seja, excluir do processo tudo aquilo que não é necessário para a realização do projeto. Isso ajuda na diminuição de custos e da complexidade do trabalho. 

Na metodologia Lean, se analisa a execução dos projetos constantemente, é feita a automatização de processos simples e repetitivos que acabam tomando tempo desnecessário da equipe, cria-se um modelo de projeto e é incentivada a integração de equipes.

Desta forma é possível produzir mais, com mais qualidade em menos tempo.

Smart

A metodologia Smart busca criar metas reais para a empresa, de forma que organize e deixe claro o fluxo de trabalho e objetivos. E cada uma das letras do nome da metodologia representa um passo a seguir.

S – Specific: é a clareza das metas. É preciso ser específico em seus objetivos para evitar interpretações erradas dos propósitos do projeto.

M – Mensurable: os objetivos do projeto devem ser mensuráveis e tangíveis dentro da realidade da equipe e dos recursos da empresa. Números exatos, quantidades específicas ou resultados esperados devem ser destacados de forma clara para atingir a meta.

A – Attainable: o nível de desafio do projeto deve ser condizente com o nível de maturidade e entrega da equipe. Propor trabalhos fora da capacidade das pessoas envolvidas, não trará os efeitos da metodologia para o seu dia a dia.

R – Relevant: o projeto precisa ter um resultado relevante para as pessoas envolvidas, para a empresa, para os clientes ou para o consumidor/público do produto. Importante é evitar se basear em resultados sobre as métricas de ego e sim focar nos verdadeiros benefícios do projeto.

T – Time-related: assim como as demais metodologias ágeis, o projeto deve ter um tempo estipulado para sua execução e mensurar a evolução dele em cada estágio. Só assim é possível criar estratégias para a melhoria de processos e de entrega.

XP – Extreme Programming

Esta metodologia é voltada para agilidade de equipes e qualidade de entrega.

O método XP usa alguns pilares para o seu desenvolvimento, são eles: comunicação, feedback, coragem e simplicidade.

Sua aplicação pode ser desde pequenos projetos com resultados compartilhados com o cliente, passo a passo, para otimização do projeto.

Entre seus benefícios, é possível destacar a diminuição de problemas nos processos (pela comunicação), a facilidade de execução (pela simplicidade), a correção imediata de possíveis erros (pelo feedback), e a abertura para barrar alguns processos quando necessário (pela coragem).

A era da otimização da gestão

Vivemos em tempos em que a gestão deve ser cada vez mais assertiva, tanto para pessoas, quanto para projetos. É preciso utilizar a tecnologia e as metodologias ágeis a favor da empresa, para ter resultados melhores, além de clientes e colaboradores mais satisfeitos.

Vimos que as metodologias ágeis contribuem para projetos mais flexíveis, empresas mais interativas e pessoas mais comunicativas e cooperativas.

Basta entender qual metodologia faz mais sentido para a sua empresa e começar a implementação de uma gestão renovada e inovadora.

Assine nossa newsletter através do blog para receber mais conteúdos sobre gestão, dicas corporativas e gamificação. 

Compartilhe


NEWSLETTER