escrito por:
Karla Gondim

publicado em:
31 mar 2021

O que startups e gamificação têm em comum e podem contribuir uma com a outra?

A versatilidade da gamificação permite a contribuição com diversos setores do mercado. As startups são um exemplo disso.

Quem já implementou os jogos corporativos em suas estratégias de negócios, sabe que os benefícios são muitos e mútuos.

Por isso, vamos falar sobre os pontos comuns e de que forma pode haver contribuição entre as partes.

Boa leitura.

Uma semelhança chamada inovação

A principal semelhança entre startups e gamificação é a inovação.

Ambas têm como propósito levar ideias, produtos ou serviços inovadores para quem a contrata. Sendo assim, compartilham de valores e pensamentos sobre o mercado que as aproximam, tornando o cenário possível de contribuição.

E essa parceria ajuda a aprimorar processos, fortalecer a gestão de pessoas e oferecer vantagens competitivas para negócios cada vez mais inovadores.

Além do mais, a visão semelhante de mercado proporciona o uso de novas tecnologias e ferramentas, com a dinâmica correta para um negócio escalável e que atinge as expectativas do negócio.

A contribuição entre startups e gamificação

Startups e gamificação, como vimos até agora, têm muitos pontos em comum, partindo da inovação.

A ramificação dos benefícios mostra que essa parceria pode contribuir ainda mais para o sucesso de negócios. E são esses benefícios que listamos agora.  

Gestão inteligente de dados

Para crescer de forma rápida e inovadora, é preciso realizar uma gestão inteligente de dados e indicadores que permitam esse crescimento.

A gamificação, no caso, é uma ótima ferramenta para gerar informações sobre o negócio e as pessoas envolvidas. Isso facilita a tomada de decisões para que os objetivos sejam alcançados.

Organização de fluxo de trabalho

Startups precisam organizar seu fluxo de trabalho para seguir um raciocínio dentro das estratégias, a gamificação promove esse trabalho.

A organização das tarefas elencadas por prioridade, por exemplo, facilita a visualização das demandas e dissemina o senso de urgência nos colaboradores, que podem adequar a agenda de trabalho de acordo com os objetivos essenciais.

Retenção de talentos

Uma das formas mais eficazes de se ter sucesso é valorizar o material humano que a empresa possui. Reter talentos é importante para a continuidade de projetos e processos.

Encontrar as pessoas certas já é uma tarefa complicada, por isso, encontrar caminhos para a retenção delas se torna ainda mais essencial. A gamificação contribui para estimular a permanência de talentos através das dinâmicas e ações possíveis dentro da ferramenta.

Melhoria da comunicação interna

A comunicação interna é um dos elementos mais fundamentais para o bom funcionamento de uma startup.

Quanto mais organizada for a comunicação, melhor será o rendimento das pessoas. A gamificação, neste caso, atua através da comunicação direta e centralizada.

Assim, promovendo um canal único para compartilhamento de informações e experiências que possam ser úteis nos processos diários do negócio.

Com isso, há ganhos em relacionamento e redução de ruídos, tornando os trabalhos mais produtivos e as pessoas mais eficientes.

Rotina de trabalho

A rotina de trabalho de startups, apesar de parecer descolada e animadora, as vezes pode ser carregada de pressão por metas, o que torna o ambiente pesado.

Aqui, a gamificação usa dos elementos lúdicos e alguns atributos de jogos para tornar essa realidade mais leve e dinâmica.

Sendo assim, tornar atividades complexas e estressantes em jogos, pode ser uma solução para os conflitos de equipe, por exemplo.

Engajamento e produtividade

Por fim, startups e gamificação têm outro ponto em comum: engajar e tornar os colaboradores mais produtivos.

Quando se tem uma comunicação personalizada, uma gestão voltada para as pessoas e ações que realmente buscam o bem-estar dos colaboradores, os resultados em torno de engajamento e produtividade são surpreendentes.

Elevar o sentimento de pertencer do colaborador ainda aumenta o nível de satisfação, crescendo também o desenvolvimento de pessoas e startups em um mesmo patamar.

O que falta para dar o play?

Agora que você já conhece mais sobre as contribuições que a gamificação pode gerar em startups, é hora de dar o play na inovação e implementar na sua estratégia esta ferramenta.

Conheça as soluções da Gamefic e faça a avaliação, entendo na prática, todos os benefícios que a sua startup tem a ganhar com isso.  

Compartilhe


NEWSLETTER